Os Riscos Psicossociais - No contexto dos riscos novos e emergentes
1 OUTUBRO 2014

RISCOS PSICOSSOCIAIS - UM NOVO DESAFIO
 
As significativas alterações que têm ocorrido no mundo laboral, nas últimas décadas, vieram trazer novos riscos, na área da Saúde e Segurança do Trabalho. Para além dos riscos físicos, químicos e biológicos, aparece um novo componente, com importância progressivamente maior – Os Riscos Psicossociais.

Vivemos tempos diferentes e difíceis. Há  muito que estão identificados, pela Psiquiatria os problemas com maior importância, no desencadear de Doença Mental, entre eles a Depressão. A Incerteza em relação ao futuro aparece como uma das principais causas das perturbações psíquicas do individuo, quer de uma forma global, quer em relação à instabilidade familiar, à insegurança do emprego, não esquecendo a Sociedade e todos os seus problemas.

Existem dados Europeus de 2007, que evidenciam que cerca de 8%  (8,5% média europeia) dos trabalhadores portugueses afirmavam ter um ou mais problemas de saúde, relacionados com o trabalho.Mais de 40% dos trabalhadores dos transportes e comunicações em Portugal acredita que o Stress afecta de forma negativa a Segurança no Trabalho.Cerca de 70% dos Gestores Europeus apresentam preocupação com o Stress no trabalho.

Os riscos psicossociais no trabalho, podem ter várias causas, o sofrimento psicológico é menos visível devido ás suas próprias características, é vivenciado pelos trabalhadores e abordado como resultado de situações individuais.

STRESS OCUPACIONAL

“ Uma interacção das condições de trabalho com características do trabalhador em que as exigências do trabalho excedem a capacidade do trabalhador para lidar com elas”  (Ross & Altmaier 1994)

Em mais de 48% dos casos era afectada a vida diária. Em cerca de aproximadamente 50% dos casos esta perturbação era causa de absentismo. A maioria relacionava as perturbações com a parte física (50%) embora 20% as relacionasse com aspectos de ordem mental.

É evidente que acreditamos que após 2007 e com a crise global, tudo se poderá ter agravado.Os riscos Psicossociais envolvem o tipo de trabalho desenvolvido, os horários, sabemos que o horário por turnos assume cada vez mais importância. Estas situações afectam o bem estar dos Trabalhadores, através de mecanismos psicofisiológicos.

Podem ser evidenciados por, absentismo, defeitos na qualidade do trabalho produzido, más relações de trabalho, que podem facilitar situações que podem facilitar o risco de acidente de trabalho.

Desempenham particular importância factores que não iremos desenvolver, mas que não deixam de ter enorme importância, como sejam o Assédio Moral, o Assédio Sexual até á Violência no trabalho. Todos eles têm definições bem precisas.


COMO PREVENIR E GERIR OS RISCOS PSICOSSOCIAIS?

A Gestão do Stress é não só  uma obrigatoriedade moral, mas também deve ser entendida como um investimento para as entidades  empregadoras e um imperativo legal da Directiva Quadro 89/391/CEE

O Pacto Europeu para a Saúde Mental e Bem-Estar reconhece a manutenção das solicitações e intensificação das pressões no local de trabalho incentivando as entidades empregadoras a implementar de forma voluntária medidas para promover o bem-estar físico e mental.

A EU-OSHA  disponibiliza um vasto conjunto de informação e instrumentos práticos para a identificação, prevenção e gestão dos riscos psicossociais e do stress relacionado com o trabalho.

Neste artigo foi nosso objectivo abordar este tema cada vez mais actual - Riscos Psicossociais- sabemos que muito fica por dizer. Esperamos poder voltar a este Tema

João Taborda
Director de Medicina do Trabalho, na Ecosaúde
Especialista de Medicina do Trabalho